Terça-feira, 7 de Agosto de 2007
Voltar a sorrir.

 

http://olhares.aeiou.pt/kunami

Nem a tristeza, nem a desilusão, nem a incerteza...Nem o medo, nem a depressão... Nada me impedirá de sorrir...Por mais que sofra meu coração.....Nada me impedirá de sonhar....Nem o desespero nem a descrença... Muito menos o ódio ou alguma ofensa...Mesmo errando e aprendendo, Tudo me será favorável...Para que eu possa sempre evoluir, Preservar,servir,cantar,agradecer,Perdoar,recomeçar... Quero viver o dia de hoje, Como se fosse o primeiro...Como se fosse o último,Como se fosse o único... Quero viver o momento de agora, Como se ainda fosse cedo, Como se nunca fosse tarde... Conservar o equilíbrio e fortalecer,A minha esperança... Quero caminhar na certeza de chegar.

Eu vou voltar a sorrir!

Eu estou:
publicado por carlos às 19:16
link do post | Diz algo | favorito
|
14 comentários:
De Marta a 7 de Agosto de 2007 às 20:40
Vinha comentar o texto anterior e já está colocaste outro. A escrita liberta um pouco não é verdade? Ando a estranhar o teu silêncio, embora tenhas aqui falado imenso, o que leio é um grito no teu silêncio. Não entendi uma coisa: porque sinto que te andas a massacrar sem necessidade? Desde quando é que, uma suposta aceitação por parte de uma sociedade injusta em tantas coisas te traria mais felicidade? É errado pensares assim. Se tomaste uma decisão quanto à tua vida anterior por assumires a condição gay, não fizeste senão o teu dever como ser humano, para contigo e para com quem partilhavas a vida. Foste honesto acima de tudo.. quantas relações não andarão por aí baseadas na hipocrisia por falta de honestidade? Quanto a quem não entende, deixa esse problema ao critério de cada um, e não faças da tua condição uma provação. Acredito que custe, e muito, e quanto à solidão, há que não confundir as coisas: não acredito que estejas só, há imensas pessoas que te acolhem com respeito, sem discriminação e a solidão que de me falas, a solidão de ter alguém ao lado, alguém especial, não é exclusivamente tua nem se deve à tua condição. É algo que está a assolar o século, por mudarem as mentalidades e por tantas outras coisas e por isso, reinam por aí casais aparentemente felizes que sentem a solidão na pele porque a deixam entrar, ou porque têm medo dela.. e privam-se da esperança quando esta devia manter-se sempre viva nos laços que temos com os outros,sobretudo, os amigos verdadeiros. A solidão intima, como a que estás a sentir, deve ser ultrapassável e ser mantida na esperança, porque pode bastar um estalido, uma inspiração interior, pode brotar algo de um encontro, sem que seja perceptível à primeira… mas não podes forçar nada. Nem tu, nem qualquer outro ser humano.Não te resta outra alternativa senão abordares a vida com outro olhar, e outro coração que é precisamente o teu, aquilo que és, aquilo que Deus fez de ti. Foi Ele que te imprimiu. Todos os caminhos levam a algum lado. O teu não escapa à regra.
Beijo. Se precisares, já sabes…

(agora vou jantar que estou com fome...)
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 00:16
Olá Marta, li vãrias vezes este comentário. Eu sei que estou confuso e acabo por passar isso para a escrita.
A solidão que sinto não é de ter alguém especial ao meu lado, mas sim de num dado momento, ter precisado de falar com alguém e olhei para o lado e não tinha. Eu não me massacro, tenho os meus medos e duvidas do futuro,apenas.Mas sei que fiz o que tinha de ser feito,o mais correcto e sim como dizes o mais honesto para mim e para ela. e sinto-me bem mais livre.
Obrigado pela tua atenção, isto é uma fase, não tarda e estou completamente diferente e sorridenye, eu sou assim, a tristeza não dura muito tempo.
Beijinho e obrigado.
De Lua de Sol a 7 de Agosto de 2007 às 21:38
Amigo, tenho o meu blog de arte em destaque. Se quiseres dá lá um saltinho! É o tintas e pincéis!
Beijoca.
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 00:17
Claro que vou lá ver.
Parabéns pelo destaque.
Beijinhos
De drink a 7 de Agosto de 2007 às 23:56
nada nos imede de nada!

A maior força é nossa.

Eu acredito na sua felicidade (:

Bjinho grande
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 00:18
Tu és uma queria Diana, e por favor não me trates por você.
Eu também acredito que vou ser feliz, é só passar esta fase.
Um beijo grande e continua assim, és uma querida que eu estimo muito.
Beijinho
De Estupefacta a 8 de Agosto de 2007 às 01:40
Amanhã ligo-te, não consigo ver-te assim.
Um grande beijinho
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 13:40
Olá Estupefacta, goza bem as tuas férias, não te preocupes isto passa.
Beijinhos, minha boa amiga.
De Sara V. a 8 de Agosto de 2007 às 04:19
Perdoa-me a minha falha... Com a treta do destque passou-me. Mas agora vim emendar-me, amigo!
Já comentei o post anterior e comento este de seguida, porque sei que um não altera o outro e vice-versa. São estados de alma que se te ocorrem instantaneamente e alternadamente, é natural.
Quanto à escrita, faz bem, liberta-nos, acompanha-nos. É curioso que sobre a minha vida, a estilo de diário, só escrevo quando estou mais triste. Desabafo. Mas é estranho, porque não me dá a mesma vontade de escrever qundo estou muito feliz. E, às vezes, penso que não queria que me apetecesse escrever quando estou em baixo... Não sei se te acontece... Mas, pelo menos aqui, neste teu cantinho, encontras resposta ao desabafo, encontras quem te compreenda e quem te queira compreender. Motivo para sorrir, não é?!
Tu és mesmo assim, humano, homem, ser com alma. Forte muito forte (embora também custe ser forte e canse). És humano porque tens medos, tristezas, receios; um ser com alma porque tens enorme capacidade para amar e para sentir toda uma gama de sensações muito à flor da pele (como a solidão); um homem porque sim, porque tens carácter; e forte porque... tu sabes bem! Lindo também por isso!
Agora é mesmo assim, encontra razão parar sorrir sempre, olha para o bonito azul do céu, para o tom brilhante da relva verde, para a criança que passa com uma boneca de trapos ao colo, para o sol que nasce todos os dias e para todos. O sol nasce para ti...
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 13:44
Não tens de pedir desculpa alguma, até ao momento não tiveste qualquer falha comigo,muito pelo contrário, e acho bem que estejas feliz com o destaque é mais do que merecido.Aproveita e divulga a tua arte.
Quanto á escrita escrevo o que se passa de bom e mau, não tarda nada vou estar a escrever coisas bem alegres, eu sei.
Beijinho enorme, gosto muito de ti.
De Jorge a 8 de Agosto de 2007 às 08:02
Tal como diria uma GRANDE amiga minha...

- É isso aí meu querido, o pensamento positivo é um dos nossos maiores aliados e jamais devemos deixar cair a peteca...

Por isso eu digo, porque tenho absoluta certeza... QUE TU MEU AMIGO VAIS CONSEGUIR DAR A VOLTA POR CIMA...

Um BEM GRANDE e Apertado Abraço
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 13:49
Sim jorge eu vou dar a volta, claro que vou, como tenho dito é uma fase má, que irá durar muito pouco.
abraço
De R a 8 de Agosto de 2007 às 10:59
Espero verdadeiramente que voltes a sorrir e o mais rápido possivel!
Gostava de ouvir esse sorriso mas vou ter de respeitar a tua decisão.

Sinto-me triste com tudo isto!

Beijo ( eu continuarei a enviar beijos)

R.
De carlos a 8 de Agosto de 2007 às 13:52
Sim R, vou sorrir,rir e dar muitas gargalhadas, tenho a certeza. Como tenho a certeza que isto passará e que tudo vai ser diferente,serei feliz.
Um dia decerto irás ouvir novamente este sorriso, mas não agora, também lamento e muito podes acreditar, mas existem coisas que não consigo enfrentar e não me apetece mais tristezas.
Abraço

Comentar post

Se me querem conhecer
Os últimos...

Saudade!

Queria ter coragem!

Desencontrado Encontro!

Aconteceu e ...

Eu só quero!

...

Parabéns!

" Do Começo ao fim"

Devaneios...

Quando não existem palavr...

O que já lá vai...
quantos me visitaram
free hit counters
free hit counters
favorito

AMANTES

Queres encontrar algo?
 
eXTReMe Tracker