Segunda-feira, 20 de Agosto de 2007
Dia a dia

  

      ( http://olhares.aeiou.pt/semita)

 

Cá estou a contar mais um pouco dos meus ultimos dias.

Esta semana está a correr bem, já fiz a minha mudança, já estou a viver em casa do P, que me recebeu da melhor forma possivel, tem sido um recente mas bom amigo, ele e o seu namorado o A, os dois têm sido uma apoio muito bom.

Ontem pela primeira vez desde 1 de abril, tive a minha primeira folga inteira, um dia inteiro sem trabalhar nem pensar muito no trabalho.

Dormi até bem tarde, estava a precisar, passeei com o meu cão,que saudades tinha dele, o meu Òscar, não sei se todas as pessoas que têm cães são assim, mas eu amo o meu cão,faz parte da minha vida. Ainda fui fazer umas compritas para mim e um presente para alguém especial.

À  noite estive em casa e jantei com o P e o A, que bem me soube aquele jantar, além da comida ser boa, a companhia, conversámos durantes umas boas horas, deu para nos conhecermos melhor e para ter a certeza que tive sorte em conhece-los, aqui tenho de agradecer ao meu amigo B, porque foi através dele que os conheci.

Assim vai correndo a minha vida, sem nada de empolgante, mas é assim que eu a quero por enquanto, com calma, deixar passar algum tempo, recuperar força e energia,para mais tarde.

O importante é que estou bem,sinto-me bem e as coisas estão a correr na direcção devida.

O unico senão deste fim de semana foi assombrado por um sentimento em que eu não estava á espera, sentimento que me fez sentir egoista, o que não sou garanto.

A possivel hipótese e por enquanto é uma hipótese de a minha ex poder se relacionar com outra pessoa, fez-me sentir ciumes, estranho? Eu achei muito estranho sentir isto agora, poderá ser normal, não sei, apenas sei que senti ciume e não gostei nada.

O que mais quero é que ela seja feliz, que reconstrua a sua vida, mas acho que é cedo para mim acompanhar tudo sobre a nova vida dela, pois ainda a amo, sempre amei e amo, embora não seja o suficiente para continuarmos casados,pois não me completava esdta relação e tenho a certeza de que o que fiz foi o mais correcto. Mas fi-lo não por não a amar, mas por não ser suficiente. Porque amar ainda amo, e talvez por isso este ciume agora, ciume tardio e estúpido, que não deveria sentir, mas não consigo controlá-lo. Mas sei também que com o tempo passa e ultrapassarei, por enquanto apenas tenho de estar um pouco mais afastado dela.

E foi assim a minha semana, no fundo tudo está a voltar ao normal,é só mais um tempinho...

 

Eu estou:
publicado por carlos às 16:40
link do post | Diz algo | favorito
|
8 comentários:
De Lua de Sol a 20 de Agosto de 2007 às 18:13
A minh alma ficou estupefacta. Como aguentaste tanto tempo sem folgar?! Merecias folgar um mês seguido!!!!
Quanto ao ciúme... não gosto de ser hipócrita, por isso vou dizer o que acho... Claro que também é porque gostas dela, mas é também porque todos nós gostamos de saber que "temos" alguém (mesmo que na realidade não tenhamos), ganhamos uma certa sensação de posse, de pertença... E bem lá no fundo, quando esse alguém arranja outro alguém ficamos caladinhos a pensar que já nos esqueceram, que passámos... É humano e não vejo mal algum nisso, pode não ser altruísta mas todos sentimos um pouco isso, mesmo que não sejamos capazes de o confessar. Tu, até o "ciúme" confessas, és um querido muito puro!
Um grande beijinho
De carlos a 25 de Agosto de 2007 às 19:20
Olá Sara, pois é foi mesmo muito tempo sem folgas, enfim.Acho que é mesmo isso que descreves do ciume, o tal sentimento de pertença, mas passa eu sei. Sim eu aqui sou sincero e não escrevo o que fica bem mas tudo o que tenho de bom e mau,ou menos bom.
Beijinhos
De Luar_Amigo a 20 de Agosto de 2007 às 23:57
Olá amigão. Então que se passa? Não gosto de sentir que os meus amigos estão em baixo. Sabes o que acho? É que não precisas só de um dia de folga , mas sim, de vários dias de folga, ou seja.... FÉRIAS. Precisas de momentos a sós para colocar as tuas ideias em ordem, e em relação à tua ex, dou-te um concelho: afasta-te dela, pelo menos até as coisas acalmarem, porque não faz bem a ela nem a ti próprio. Mais a mais, um vai querer saber da vida do outro e os ciumes podem terminar com algo que poderia ser mantido: a amizade.
Acredita no que te digo e dá tempo ao tempo, deixa-te ficar entre as tuas novas amizades que vais fazendo, arranja programas do tipo ir aó cinema, ao teatro, ao café, passear e, se quiseres, vires tomar um cafezinho até Matosinhos ;)... Ah? Que dizes?... Mais ânimo e, desde já, quero-te pedir desculpa se sou um pouco rude em alguns dos comentários que possa escrever, mas é que desde o meu divórcio e desde a relação que tive com um rapaz durante 4 anos, que a minha postura na vida mudou muito... Um ENOOOOOOOOOOOOOOOORME abraço. :)
De carlos a 25 de Agosto de 2007 às 19:21
Olá Jorge, não foste nada rude nas palavras, e tens razão estou um pouco em baixo, e também tens razão ao ter que me afastar pois não me está a fazer bem a mim e acabo sem querer por a confundir.
Para ti também um enorme abraço.
De Jorge a 21 de Agosto de 2007 às 08:23
Olá Miúdo

Depois do que te disse ontem pelo msn e pelos comentários de "lua de sol" e "luaramigo" que acabei de ler, só posso dizer-te que faço uma vez mais das sensatas palavras de ambos, as minhas...

Portanto vamos lá a animar e principalmente a arejar essa cabeçita linda e se precisares de um "colinho" amigo que te entende perfeitamente, sabes que eu estou por perto...

Abraço Sincero e uma Beijokita lá do Meu Baú




De carlos a 25 de Agosto de 2007 às 19:23
Olá jorge, sim têm todos razão, e um dia destes vou estar bem diferente, apenas preciso de tempo.
Mas com as vossas palavras ajuda e muito.
Abraço grande e deves-me um café!
De nofimdoarcoiris a 21 de Agosto de 2007 às 11:34
Não estranhes esse sentimento. É normal!
Tive uma relação muita intensa que durou 6 anos. Uma relação que terminei porque cheguei à conclusão de que, apesar de gostar muito dele, nunca iríamos ser felizes. E quando começámos a falar em "casamento" assustei-me e terminei. Não me arrependo de o ter feito porque tenho consciência de que seríamos infelizes.
Esta ruptura já aconteceu há mais de 20 anos. Há cerca de 1 ano reencontrámo-nos, sei que está casado e que tem um filho. E também eu senti uma pontinha de ciúme. Sentimento que senti durante todos estes anos sempre que pensava nele e o imaginava com alguém.
No fundo foi alguém que me "pertenceu", que fez parte da minha vida. Não sei se se pode chamar ciúme. Talvez seja antes um sentimento de nostalgia, de perda, sentir que já não fazemos parte da sua vida, porque no fundo continuamos a amar essa pessoa, um amor diferente, mas amor...
Segue em frente. Tenho a certeza que te vais habituar a esses sentimentos "surpresa".
De carlos a 25 de Agosto de 2007 às 19:24
Olá, como disse á Luadesol também deve ser mesmo isso, saber que já não faço parte da vida dela, dessa forma e ainda gostar dela como é lógico.
Mas isto é temporário, com o tempo as coisas voltam a normalizar e o que me interessa é que ela seja feliz.
Beijinho e obrigado.

Comentar post

Se me querem conhecer
Os últimos...

Saudade!

Queria ter coragem!

Desencontrado Encontro!

Aconteceu e ...

Eu só quero!

...

Parabéns!

" Do Começo ao fim"

Devaneios...

Quando não existem palavr...

O que já lá vai...
quantos me visitaram
free hit counters
free hit counters
favorito

AMANTES

Queres encontrar algo?
 
eXTReMe Tracker