Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007
Amar!

foto: http://www.olhares.com/Chavesmig 

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro nos dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível.

O que faço quando o meu coração pede paz, quando essa paz está longe de mim, e se tu és a paz que me pode trazer alegria.Tive-te por tanto tempo, mas parece que tão pouco tempo te tive, quando penso nas horas vazias desde que partiste. Quase desisti,quase morri, quase a esperança perdida tenho, de te ter de volta para mim, de sentir de novo a felicidade que tive.

Chorei,choro e quase sorrio, emoções misturadas que senti e sinto.

Não sei o que digo, loucuras possa fazer para poder estar perto de ti. Arrisco,faço-me de forte, refaço-me, mas de que adianta fingir???

Para me enganar, mostro que esqueci, mas ainda te quero inteira para mim e não apenas pela metade ou nem isso.

Eu estou:
O que ouço: jeff buckley
tags: , ,
publicado por carlos às 13:00
link do post | Diz algo | favorito
|
1 comentário:
De Marta a 13 de Dezembro de 2007 às 23:28
Bem vindo de volta :)
Afinal já estavas há mais tempo e não dei por nada.
Já estive a ler-te sobre o regresso, o emprego, as tuas conclusões e vejo agradada que essa alma serenou um pouco.. Tudo de bom para ti C.
Que a Força esteja sempre contigo

Abraço forte

Comentar post

Se me querem conhecer
Os últimos...

Saudade!

Queria ter coragem!

Desencontrado Encontro!

Aconteceu e ...

Eu só quero!

...

Parabéns!

" Do Começo ao fim"

Devaneios...

Quando não existem palavr...

O que já lá vai...
quantos me visitaram
free hit counters
free hit counters
favorito

AMANTES

Queres encontrar algo?
 
eXTReMe Tracker