Terça-feira, 2 de Setembro de 2008
Nobre amigo!

Como posso nobre amigo ser só teu amigo se na verdade quero ser teu amante?
Como posso dizer que fico em paz se tu me atormentas com o teu sorriso?
Como posso nobre amigo ficar imune aos teus encantos, se na verdade quero-me perder neles?
Como posso olhar os teus belos olhos escuros e não contemplá-los?
Como posso só aproximar-me de ti, se o que quero é  abraçar-te?
Como posso te ter por alguns minutos, se te quero por horas?
Como posso só apertar as tuas mãos, se na verdade quero com as minhas passear por todo teu corpo?
Como posso nobre amigo suportar o sacrifício de só observar os teus lábios, se na verdade quero tê-los entre os meus?
Como posso só ouvir a tua voz se na verdade quero ouvir sussurros nos meus?
Como posso ouvir-te dizer que o teu prazer está em outro alguém se na verdade quero eu te dar esse prazer?
Como posso chamar-te de amigo se sinto algo mais por ti?
Como posso  pedir-te ajuda se na verdade tu és o meu problema?
Como posso segurar a tua mão se a minha gela de paixão?
Como posso nobre amigo entender que tu és só meu amigo, se na verdade só consigo pensar em uma coisa: Estou apaixonado por ti!

publicado por carlos às 14:12
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Se me querem conhecer
Os últimos...

Saudade!

Queria ter coragem!

Desencontrado Encontro!

Aconteceu e ...

Eu só quero!

...

Parabéns!

" Do Começo ao fim"

Devaneios...

Quando não existem palavr...

O que já lá vai...
favorito

AMANTES

Queres encontrar algo?