Sábado, 3 de Julho de 2010
Carta de amor V

Leandro estás distante,mas estás na minha vida, no meu coração na minha mente!

Digo-te que sou o mesmo,talvez não exactamente o mesmo, um pouco diferente, amo-te ainda mais, desejo-te cada vez mais.

Espero que ao ler esta carta sintas como se ouvisses a minha voz a dizer bem baixinho, ao teu ouvido, palavras que gostarias de ouvir.
Digo que és o homem mais lindo do mundo, mais querido, mais amado e desejado.

É difícil traduzir em palavras todo o amor que sinto por ti. Quando estou a pensar em ti, vejo com os olhos da alma, vejo toda a tua cativante figura e sinto que o nosso distanciamento não tem sentido.
Quando estou longe de ti, parece que o tempo não passa, os dias são muito longos, as noites muito tristes. Sinto que a tua ausência é meu maior mal. Não queiras saber a angústia que sinto agora. Eu não quero mais esta dor.
O amor é mesmo assim, um grande prazer que nos deixa embriagados. É difícil suportar a distância. Estamos separados sem sentido!
O meu sonho é só um, estar novamente junto de ti, abraçar-te e beijar-te, com o mesmo ardor de sempre.

Como eu te amo! Como eu te quero! Como eu te espero...

 

Carlos

 

publicado por carlos às 02:29
link do post | Diz algo | favorito
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
Nostalgia...

 

 

Meu amor, de repente deu-me uma saudade imensa daquele tempo em que tínhamos menos preocupações, daquele tempo em que as nossas mentes e almas estavam dedicadas e dirigidas apenas para o prazer do outro.

Sabes, não estou a reclamar de nada, apenas relembro os velhos tempos em que sorriamos com mais naturalidade, aquele tempo em que víamos mais graça nos nossos passeios, aquele tempo em que o simples facto de estarmos juntos por si só, já era um programa maravilhoso. Acho que ficamos exigentes demais, acho que apanhamos a triste mania de procurarmos em lugares distantes, algo que talvez, esteja bem diante de nós. Resolvi escrever este recado porque de repente, surgiu-me uma estranha nostalgia de ti, uma nostalgia de nós, nostalgia de como éramos e nos portávamos um com o outro. Depois de pensar um pouco, concluí que é possível revivermos aquela época em que a ausência do outro nos despertava a mais feroz das saudades, aquele tempo em que a chegada do outro nos fazia transbordar de felicidade.

Sabes Leandro? Estou a morrer de saudades tuas e no dia em que nos reecontrarmos vou transbordar de alegria, vou ser novamente feliz.

 

Carlos

 

 

 

 

publicado por carlos às 20:05
link do post | Diz algo | favorito
Sábado, 26 de Junho de 2010
Carta de amor III

 

Leandro,

se pensas que estás longe de mim só porque  te estou a falar através de uma carta, estás completamente enganado, pois estás comigo, guardado em mim, na minha pele, em todos os momentos do dia.
Se achas pouco, sou capaz de dizer-te que estás no ar que me envolve, sou muito sincero ao afirmar que te respiro e que, se em algum momento não te sentisse neste ar que respiro, seria como se me faltasse o oxigênio, seria como se me faltasse algo vital.

Eu amo-te tanto que seria capaz de passar a tarde a fazer comparações para quantificar a importância que assumiste na minha vida. Mas não vou fazer isso, pois tu sabes exactamente o teu papel, sabes exactamente o espaço que ocupas no meu coração, imenso em alegria e prazer por ter-te e ser teu.
Eu amo-te tanto que faria qualquer sacrifício para não estar aqui neste momento, a escrever-te estas linhas, mas para estar ao teu lado agora e percorrer com as pontas de meus dedos as linhas do teu rosto, das tuas mãos e de todo o teu corpo.
Eu desejo que entre nós apenas este tipo de sentimento habite, que apenas as coisas boas frutifiquem, como essa prazerosa necessidade de estarmos juntos. Amo-te muito! Muito e para sempre, e quero que assim como eu te sinto em mim a cada momento, também me percebas na água que mata a tua sede e no vento que te refresca a pele.

Beijo enorme com saudade imensa!

 

Carlos

publicado por carlos às 02:46
link do post | Diz algo | O que dizem (4) | favorito
Quinta-feira, 24 de Junho de 2010
Carta de amor II

Desde que surgiste no meu caminho, tornou-se impossível para mim imaginar a vida sem a tua presença constante. Quando não estás por perto vem-me uma profunda sensação de vazio, um estranho sentimento de vácuo, de total desorientação.
Sem ti falta-me o chão, falta-me a segurança que me transmites através de um simples sorriso, falta-me sempre a certeza de estar a fazer o mais correcto ou o melhor. Sem ti também me falta o céu e os sonhos. É da tua presença que me vem a inspiração para projectar o futuro ou mesmo a força para ultrapassar as dificuldades quotidianas.
A minha vida é o meu amor. É por ele que eu procuro fazer-me melhor a cada dia, é por ele que eu me torno uma pessoa mais carinhosa e gentil, e é nele que meus pulmões encontram a força para respirar e me manter vivo.
O meu amor é alguém especialmente maravilhoso. É ele quem mais me admira as virtudes e quem mais me compreende os pecados, vícios e manias que carrego.
O meu amor reconhece as nossas afinidades e respeita as nossas diferenças. Traz-me calma e paz. Toca-me a alma com doçura e generosidade.
A minha vida é o meu amor.

E o meu amor és Tu Leandro.

 

Carlos

publicado por carlos às 18:12
link do post | Diz algo | O que dizem (2) | favorito
Terça-feira, 22 de Junho de 2010
Carta de amor I

Olá meu amor!

Queria falar contigo, não para soltar palavras, mas para falar com o coração...para o coração.

Sabes, perco-me em frases soltas, palavras vazias que amordaço á minha alma por medo.

O medo de nunca mais te ter...

Queria não sofrer, queria que não sofrêssemos, queria dar-te um sorriso em cada raio de sol.

A loucura que sentia quando te aproximavas de mim...

Era breve a madrugada quando o dia nascia no sol do teu sorriso e doce era a noite quando embalada ainda no calor da tua ternura.

Deveria gritar o quanto te amo e não me calar...quando o amor dói, é fogo no fundo da minha alma.

Dói cada palavra tua que não tenho, cada lágrima que solto, dói dentro de mim.

Um perdão que preciso mas cujas palavras me escapam...

Amo-te em cada minuto que passa, em cada hora sem ti, em cada grito preso no calor do meu peito.

Amo-te! Deveria gritar a cada instante, fazer deste sentimento a luz para guiar os meus passos.

Sou teu, rendo-me a ti, á força de um amor que não nego, á dor de te fazer doer, quando o meu medo me cala, quando o ciúme me vence e cai a noite sobre os meus olhos fechados.

Amo-te! Mas será que preciso dizer-to? Será que não sentes em mim o fogo preso de um desejo, que de tão latente é loucura?

Caiem-me muitas vezes lágrimas, nem sempre de dor, e essas são lágrimas de ternura que coloco a teus pés, oferta de um amor que me transcende, de um amor que me possui sem que eu possa escolher, querer ou não amar-te.

Amo-te como á vida, mais do que á vida, porque eu não tenho vida quando estás longe de mim.

Amo-te num sentimento sincero, num estado de alma pleno que não tem principio nem fim.

E eu, meu amor sou só teu, trago-te no peito guardado, por muitas lágrimas caídas, minha dor e minha paz, minha prisão e liberdade, sempre dentro de mim guardado como jóia rara, sem preço que a possa comprar...meu tesouro, minha cruz, meu pequeno paraíso, por vezes inferno de amor onde mergulho e me queimo.

Leandro, homem da minha vida, amor que desafia a morte porque respiro em ti o ar que me faz viver. 

 

Carlos

publicado por carlos às 15:57
link do post | Diz algo | O que dizem (5) | favorito
Quarta-feira, 16 de Junho de 2010
Penso em ti!

    Foto by olhares.aeiou.pt/anamaya

 

Sei que a tua ausência parece ter o tamanho do infinito.
E até o tempo me tenta convencer , mas no fundo sabemos que não passamos.
Todas as noites olho para espaço e tropeço por entre as estrelas.

Penso em ti... Nesse momento o meu pensamento começa onde começam os teus sonhos.
Ninguém conta o tempo que eu passo a sonhar.

E o sol nunca se põe no meu mundo imaginário que insiste em iluminar os meus sonhos mais impossíveis.
Ninguém zela pela saudade com tanto carinho como eu.

As vezes passo o dia todo á procura por nós dois, a desejar o que eu preciso. A procurar por ti... nos sonhos, no coração e na solidão.
Sei que vai ser preciso uma eternidade para fazer a minha alma desistir e mais do que uma vida para te esquecer.

Como ambos tomamos decisões erradas...COMO EU TE AMO!

publicado por carlos às 18:53
link do post | Diz algo | favorito
Sexta-feira, 11 de Junho de 2010
Amo-te...mesmo á distância!

       FOTO BY olhares.aeiou.pt/ksar

 

Hoje eu acordei com uma vontade imensa de te falar, o quanto tu és especial para mim.

Todos os dias quando eu acordo é em ti que penso, pode parecer estupidez mas é a mais pura verdade.

Sinto-me  feliz quando falo contigo, mesmo que seja pelo computador.

Meu amor por ti não parou de crescer, é inútil tentar evitar uma coisa que criei por alguém
Este sentimento é tão forte como uma rocha mas também tão frágil como um papel , tem o poder de nos unir mas também de me fazer sofrer. 

Tu és tudo para mim , és mais do que eu imaginava, eu amo-te, e isso nunca mudará porque és tu quem me faz feliz, mesmo longe de mim é em ti que eu penso sempre e é contigo que eu quero passar o resto da minha vida!

Dava tudo, por apenas um dia contigo, mesmo que fossem  24 horas, seriam as mais emocionantes de minha vida .

Distante ou perto , feliz ou triste , são ou doente , és tu Leandro a quem eu amo e quem amarei eternamente...

Eu estou:
O que ouço: uprising - Muse
publicado por carlos às 16:00
link do post | Diz algo | O que dizem (6) | favorito
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010
Lembranças...

 

 

 

Lembranças de momentos bons, e de uns quinze meses marcantes...
Lembranças de momentos de realidade, de um sonho onde eu nunca quis acordar...
Lembranças de um olhar sincero, e de um sorriso singelo que um dia me fez chorar...
Ficaram lembranças de muito amor demonstrado...

Ficaram lembranças de momentos que nunca vão ser esquecidos...

Ficaram lembranças... Lembranças que são reflexos de saudade... E a saudade que é ausência da presença... Afinal quando o amor é puro ele permanece vivo dentro das lembranças...

Como um dia a caminhar na chuva, como uma brincadeira e outra entre um beijo e um abraço bem apertado...

Entre tantas juras e promessas de amor, muitos momentos serão lembrados e outros jamais poderão ser esquecidos..

publicado por carlos às 17:40
link do post | Diz algo | O que dizem (4) | favorito
Sábado, 11 de Outubro de 2008
Procuro...

 

 

Foto by Antonio Carreteiro  www.olhares.com/carreteiro

 

 

 

Seja ao acordar, ou quando penso ao deitar-me, procuro respostas, preciso saber como livrar-me desta saudade que vem e que me toca. Que sem precedentes invade-me. Força-me a lembrar de todos os gestos e do olhar.
Saudades do norte, saudades do sul...
Do céu estrelado, das noites em claro, das tardes quentes e dos dias nublados.
Saudades que vem de todos os lados, para todos os lados, de ambos os lados. Do lado avesso e do lado contrário. 
Por mais que mude a história, é sempre a mesma saudade.
Passado, presente ou futuro, o que importa?
Se nem mesmo o passado com o tempo se importa, sempre a surgir no presente, e sempre a incomodar o futuro, o meu futuro.
Saudade que vem, saudade que vai.
Por mais que tente, nunca sai!
Por mais que queira, nunca sai!
Por mais que procure, nunca sai!
Oh saudade, porque não me deixas?
Porque é a prova de que meu passado valeu a pena,
Porque é a minha alma a dizer para onde quero voltar,
E porque é a minha história, e por isso, nunca irá deixar-me!

publicado por carlos às 21:50
link do post | Diz algo | O que dizem (8) | favorito
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008
MEU QUERIDO AMIGO!
Meu Amigo,

Estamos distantes e ao mesmo tempo tão perto...
A amizade que nos unia e une vence todas as distâncias.

Ela sim é mais forte que o tempo. Ela sim pode atravessar
a imensidão do espaço e transcender os limites da vida.

Sim... Como ela é forte, pois essa amizade nada nem ninguém
destruirá. Perdurará enquanto as nossas almas existirem... 

Nem a distância, nem o tempo e nem mesmo
os nossos erros, irão terminar a nossa amizade.

Nada é mais valioso do que ela.
Faz hoje 5 anos que te levaram. Não me esqueci de ti um unico dia. Fazes-me falta.Gostava de te ter aqui comigo a acompanhar este meu recomeço, sei que te irias orgulhar de mim,mas sei também que estejas onde estiveres tens estado sempre comigo.Tenho saudades tuas, gosto muito de ti, um até breve meu amigo.
NUNCA ME VOU ESQUECER DE TI N!
Eu estou: Com saudades
O que ouço: Song To The siren - This Mortail Coil
tags:
publicado por carlos às 18:30
link do post | Diz algo | O que dizem (5) | favorito
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007
acabou o Natal!!!

Foto de : http://www.olhares.com/mjamorim6

Foto de : http://www.olhares.com/mjamorim6 

 

Pois acabou o Natal, pelo menos aquele em que se troca presentes e gasta-se uma pipa de dinheiro!

Mas isto não é o Natal, só espero é que o sentimento que se vive nestes ultimos dias á volta do Natal e não me refiro ao consumismo, mas á maior abertura e disponibilidade das pessoas em ajudar o outro se mantenha durante todo o ano.

Este sem duvida não foi o meu melhor Natal, aliás foi sem duvida o pior, mas consegui tirar proveito de algumas coisas, estive com algumas das pessoas mais importantes da minha vida, matei ou quase, as saudades que tinha dessas pessoas, de alguns locais. Outras não foram assim tão boas, recordei e revivi alguns locais e momentos que tenho evitado, mas que nesta minha ida ao Porto não consegui evitar, mas já está, fi-lo, aguentei e ultrapassei.

O meu regresso foi triste, ao despedir-me da minha familia, principalmente dos meus avós, sem duvida, as pessoas mais importantes da minha vida, as saudades que eu tinha vossas meus queridos avós. São os melhores avós do mundo, amigos,presentes,de uma bondade sem limites e um amor pela familia incondicional. Amo-vos muito, muito, muito....

Mas já cá estou em Lisboa, já regressei ao trabalho, e fez-me bem esta minha ida ao Porto, andei a questionar-me se iria ou não, mas ainda bem que fui, regressei com uma maior disposição para enfrentar o que tenho de enfrentar, a minha vida, nova vida.

Também cheguei á conclusão que muitos outros já chegaram, só dei valor ás pessoas ou mais valor quando senti a falta, a distância, e com este regresso vi e senti o quão importantes são aquelas pessoas que estão apenas a 300 km de mim, mas que tão pouco os tenho visto.Como alguém me disse ..." quem inventou a distância não conhece a saudade."

E está escrito o meu post de hoje, apenas para partilhar convosco como estou e como foi que passou esta quadra para mim.

Antes de terminar quero apenas deixar uma mensagem de força, coragem,apoio e solidariedade ao meu amigo R pela advserdidade que está a passar neste momento:

A amizade não se resume só em horas boas, alegria e festa...

tags: ,
publicado por carlos às 21:38
link do post | Diz algo | O que dizem (2) | favorito
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007
Amar!

foto: http://www.olhares.com/Chavesmig 

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro nos dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível.

O que faço quando o meu coração pede paz, quando essa paz está longe de mim, e se tu és a paz que me pode trazer alegria.Tive-te por tanto tempo, mas parece que tão pouco tempo te tive, quando penso nas horas vazias desde que partiste. Quase desisti,quase morri, quase a esperança perdida tenho, de te ter de volta para mim, de sentir de novo a felicidade que tive.

Chorei,choro e quase sorrio, emoções misturadas que senti e sinto.

Não sei o que digo, loucuras possa fazer para poder estar perto de ti. Arrisco,faço-me de forte, refaço-me, mas de que adianta fingir???

Para me enganar, mostro que esqueci, mas ainda te quero inteira para mim e não apenas pela metade ou nem isso.

Eu estou:
O que ouço: jeff buckley
tags: , ,
publicado por carlos às 13:00
link do post | Diz algo | O que dizem (1) | favorito
Domingo, 24 de Junho de 2007
S.João do Porto e...

 

... eu em Lisboa!

Pois mais uma noite de S.João e eu longe do meu Porto. Normalmente não ligo muito á festa de S.João,á confusão nas ruas,aos martelos barulhentos,irritantes e ás pessoas que os não sabem usar e dão com a parte dura do martelo na cabeça e magoam. Ao horroroso alho porro e o seu mau cheiro(esta sim é uma coisa estupida).Pois normalmente não gosto e enquanto estive no Porto não ía para as ruas,precisamente para evitar isto tudo,festejava sim de outra forma,com os amigos,numa bela sardinhada e churrascada,porque há quem não goste de sardinhas assadas(como é possivel)e diversão toda a noite! disto tenho saudades e hoje mais do que nunca,é o meu segundo S.João longe do Porto. E só estando afastado é que realmente sinto a falta daquelas coisas e pessoas que me habituei a ter diariamente.De alguns locais que me cansei e que hoje recordo com saudade,de algumas pessoas que julgava não ter saudade e que não páro de me lembrar delas e muito mais daquelas pessoas que mesmo antes de sair do Porto já sentia a falta delas, a falta que me iriam fazer e que estão a fazer neste momento.

Nesta minha mudança,aconteceram coisas boas, outras nem por isso, será que se não tivesse existido esta mudança geográfica iria existir na mesma a mudança que está a acontecer no meu interior e na minha vida?

Não sei e ninguém sabe, mas penso muito nisso,embora sem resposta e sem sentido,é uma perda de tempo.

Mas nem tudo é mau,aqui na capital,tenho feito um esforço muito grande para conhecer muitas pessoas,e quem me conhece sabe bem que eu não sou nada assim, sou ou era muito dificil de fazer novas amizades,tinha os meus amigos e chegavam,para quê mais,isto pensava eu,agora longe e sózinho,sem esses amigos só quero é conhecer pessoas e muitas e dessas muitas fazer alguns novos amigos.Felizmente estou a conseguir,já tenho alguns laços de amizade em Lisboa,poucos mas sabe muito bem,está aser uma vitória para mim,conseguir estas novas amizades.Eu até gosto muito de conversar,de conhecer pessoas mas ficava por aí, agora não,mesmo sem conhecer meto conversa,umas desenrolam outras nem por isso, uns eu até simpatizo outros não,mas também há quem não simpatize comigo...paciência,dá-mos um salto até ao próximo.

Mas no geral Lisboa tem sido boa comigo, Lisboa e os seu habitantes, a imagem que dão no Porto dos Lisboetas sejam naturais de cá ou não é errada,tenho encontrado muitas pessoas simpáticas,comunicadoras,alegres,simples. Um bem haja para todas estas pessoas que se tenham cruzado comigo,mesmo aquelas que não sabem quem sou,mas que foram simpáticas.Bem estou mesmo um pouco nostálgico hoje...isto passa!

Fiquem bem!

Um Bom S.João!!!!!! e não se esqueçam...olha o balão!!!!!

 

 

 

Eu estou: assim,assim
publicado por carlos às 14:00
link do post | Diz algo | O que dizem (3) | favorito
Quinta-feira, 7 de Junho de 2007
Porto!

Hoje fui ao Porto!

Pois é, a minha cidade, linda como sempre....que saudades!

Desde a minha vinda aqui para a capital, aínda não tinha regressado ao Porto, ao meu Porto.Foi hoje esse dia...que saudades tive! Saudades dos sitios, das pessoas,da familia e dos amigos!

Consegui matar algumas saudades, de alguns locais e pessoas, mas precisava de muito mais tempo! Mas valeu a pena, foi pouco mas bom e intenso!

É estranho como achamos que não precisámos dos sitios ou como conseguimos viver bem longe de algumas pessoas.Eu pensava isso, mas hoje ao chegar ao Porto mas principalmente ao regressar a Lisboa, tive a certeza que me faz falta muita coisa que lá está! Locais que marcaram a minha história e pessoas importantes na minha vida!

Mas estou feliz, cansado mas muito feliz.

Foi muito bom o regresso ao Porto!

Até um dia destes,cidade cinzenta,fria e ao mesmo tempo quente que nos acolhe tão bem.

Eu estou: cansado,feliz,saudoso
publicado por carlos às 23:00
link do post | Diz algo | favorito
Se me querem conhecer
Os últimos...

Carta de amor V

Nostalgia...

Carta de amor III

Carta de amor II

Carta de amor I

Penso em ti!

Amo-te...mesmo á distânci...

Lembranças...

Procuro...

MEU QUERIDO AMIGO!

O que já lá vai...
favorito

AMANTES

Queres encontrar algo?